Perseguição da Polícia Militar, que deu início do Jockey Club e só foi detido no Pq. Prazeres.

Na noite desta quarta-feira (01/02), houve uma perseguição que terminou em acidente em Campos, por volta das 18:40 da noite. A Polícia Militar do 8° Batalhão estava fazendo sua ronda noturna, quando avistou um suspeito no bairro Jockey Club na rua: Geraldo Miranda e tentou fazer uma fuga que durou 40 minutos. O menor de idade Matheus de Souza Pereira Viana, de 16 anos de idade, que é morador da penha, foi detido , quando pilotava uma motocicleta Honda Titan, de cor Dourada, placa LKW - 2084 de Campos dos Goytacazes. 

A perseguição só acabou, quando o menor fez uma ultrapassagem proibida na rua: Operário João Barros no Parque Prazeres, e no outro sentido vinha um carro de passeio, ao ver o carro na frente ele pulou da motocicleta e colidiu com um Corsa Sedan, de cor prata, de placa LCJ – 8524, o motorista e o carona não sofreu ferimentos. O menor foi socorrido para o Hospital Ferreira Machado com ferimentos leves e passa por observação. Ao sair do Hospital terá de fazer a ocorrência na 134° Delegacia Legal do Centro.
                                Divulgação / Foto de Fábio Maxx

O pai do menor disse no local “ele ganhou a moto a duas semanas atrás, ele só andava correndo ai peguei a chave da moto e guardei, mas ele achou a chave e quando fui perceber já tinha acontecido o acidente”.

Testemunhas disseram “ a gente que passava pela rua ficamos apavorados, ele ficou empinando a moto por uns 50 metros, arriscando a vida das pessoas que passavam na rua! Isso já aconteceu varias vezes!  A gente já botamos quebra-molas, mais nada adianta! Já pedimos a prefeitura para colocar quebra-molas e até agora não mexeu em nada! Só vão botar quando alguém morrer por esses vândalos!” 
_ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ 







Após nova manifestação, militares recebem confirmação de aumento

Milhares de Bombeiros e policiais civis e militares realizaram no último domingo (29/01), uma grande manifestação na praia de Copacabana, na zona sul do Rio de Janeiro, onde estiveram cerca de 10 mil militares e as reivindicações apresentadas pela categoria, que são melhores condições de trabalho e reajuste salarial, teve um passo importante na tarde desta quarta-feira (1º/02).


O Governo do Estado enviou a Assembléia Legislativa (Alerj) o projeto de lei que assegura reajuste acumulado de 38,8% aos policiais militares e civis, bombeiros e inspetores de segurança e administração penitenciária nos anos de 2012 e 2013, com aumento de 10,54% a partir deste mês. Na mensagem enviada na sessão de
abertura da Alerj, o Estado também iguala o auxílio  moradia de policiais e bombeiros com e sem dependentes.

Segundo o Sindicato dos Policiais Civis do Estado do Rio de Janeiro (Sinpol), os militares do Rio de Janeiro tem o pior salário do Brasil na segurança pública. As três corporações ameaçaram entrar em greve, caso até o dia 10 de fevereiro não houvesse um acordo com o governo.

 

O projeto de lei estabelece que, a partir de fevereiro, os militares terão um valor único para o auxílio de moradia, de 107,5% sobre o soldo, eliminando a diferença que havia entre militares com dependentes e sem dependentes. Esse artigo do projeto de lei vai beneficiar 10.045 militares ativos, sendo 7.939 policiais militares e 2.106 bombeiros, que não tinham dependentes. Atualmente, 34.362 policiais e 14.174 bombeiros já recebem o benefício no percentual de 107,5%.

Os aumentos serão concedidos segundo a nova sistemática implantado pelo Estado. De acordo com o projeto de lei, o pessoal da área terá um aumento de 10,54% em fevereiro; 0,915% em janeiro de 2013; 10,54% em fevereiro de 2013; e 11,55% em outubro de 2013. Com isso, o aumento acumulado desses servidores de 2007 a 2013 será de 100%.







INVESTIMENTOS ESTABELECIDOS
Este ano, o Governo Estadual investirá R$ 221 milhões nas novas medidas. Em 2013, o impacto orçamentário será de R$ 492 milhões e em 2014, de R$ 324 milhões. Serão beneficiados 73.106 servidores ativos, 32.163 funcionários inativos e 14.404 pensionistas, totalizando 119.673 pessoas.

“Estamos fazendo um esforço orçamentário para recompensar e tentar colocar os salários de nossos servidores, bombeiros e policiais, em um patamar que merecem. Vamos aumentar em 38% os vencimentos dos policiais e bombeiros em um prazo de dois anos. É um ganho extraordinário e é muito difícil encontrar outra corporação ou qualquer categoria profissional privada ou pública que tenha um aumento tão expressivo dentro desse período”, disse o secretário-chefe da Casa Civil, Regis Fichtner.

AUMENTO DO EFETIVO DA POLICIA CIVIL
Além das novas regras de concessão de aumento salarial para as áreas de Segurança e Defesa Civil, outras cinco mensagens foram entregues. Uma delas está relacionada ao reajuste do piso salarial regional com o mesmo percentual do salário mínimo nacional, para colocar o salário no Estado do Rio em equilíbrio e evitar o fomento da informalidade. Outra mensagem propõe o aumento do efetivo da Polícia Civil, em todas as categorias, permitindo a implantação de um amplo programa de promoções.

O Estado propôs ainda o pagamento de dívidas de ICMS de empresas que operam no ramo de exames médicos através da prestação de serviços para os usuários do SUS; a institucionalização da relação de ex-pacientes com hanseníase que prestaram serviços para o Instituto Estadual de Dermatologia Sanitária com o Estado; e a operação de crédito no valor R$ 48 milhões para o financiamento do Programa de Renovação e Fortalecimento da Gestão Pública 2 (Pró-Gestão).

“A mensagem mais importante é a antecipação de uma lei já aprovada na Alerj, que antecipa um aumento que era feito em 12 parcelas consecutivas, em 48 meses. O governo estadual está antecipando todo o ano de 2012 para fevereiro de 2012 e pretende antecipar no final do ano todo o período de 2013, além de acabar com a última carreira de soldado”, disse o presidente da Alerj, Paulo Mello.

informações obtidas pelo Urural.com.br
_ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ 









Homem é atropelado na BR-101 na altura do bairro Aeroporto, em Campos

Um homem, ainda não identificado, foi atropelado no início da noite desta quarta-feira (1º/02) no km 57, na altura do bairro Aeroporto, em Campos.

De acordo com o Corpo de Bombeiros o homem tentava atravessar a pista quando foi atropelado por um carro de passeio.

Segundo os bombeiros o homem foi encaminhado ao Hospital Ferreira Machado (HFM) com ferimentos leves e passa bem.


Informações obtidas pelo Urural.com.br
_ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ 




Policial Militar baleado num assalto em quiosque em Campos

O sargento da Polícia Militar Robson Cardoso Marins, foi baleado na noite desta segunda-feira (30/01), num quiosque, em frente ao Edifício Concorde, na Orla de Guarus, em Campos. O militar, que estava de folga, foi ferido na região do abdome e passou por cirurgia. 


Segundo a Polícia Militar, houve um assalto no quiosque e após pegar dinheiro de vários frenquentadores do local, um dos assaltantes percebeu que o policial estava armado e disparou contra ele com um revólver calibre 38. 

A vítima foi levada para o Hospital Ferreira Machado, em Campos, os assaltantes fugiram numa moto Honda Titan preta. Várias buscas foram realizadas para prender os suspeitos, mas até o início da madrugada eles não foram localizados.

A polícia pede a quem tiver alguma informação sobre esse caso ou sobre qualquer outro crime que entre em contato através do disque-denúncia, que em Campos funciona no telefone (22) 2723 1177.



   Informações obtidas pelo Urural.com.br


   _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _




Rio Paraíba sobe 20 cm e fica 35 cm acima do nível de transbordo

Depois de retirar as famílias em risco da comunidade da Ilha do Cunha, a Defesa Civil de Campos concentra esforços no monitoramento não só do Rio Paraíba, mas também do Muriaé, para saber o volume de água que ainda deve chegar a Campos. Atualmente com 9,95m,  de acordo ocm a primeira medição desta terça-feira (31/01), não há previsão de que as águas atinjam outras comunidades e os esforços estão concentrados na Ilha do Cunha. Foi o que disse, na manhã desta terça-feira (31/01), o comandante adjunto da Defesa Civil em Campos, Major Edson Pessanha.


Na tarde desta segunda-feira, as equipes da Defesa Civil de Campos começaram a retirar as famílias da Ilha do Cunha e levaram para a Escola Municipal Castelo Branco, na Pecuária. Felizmente, contrariando as expectativas do comandante adjunto, de que na manhã desta terça, toda a comunidade estaria inundada somente mais duas famílias foram atingidas e deverão ser removidas. 

O que elevou o nível do Rio Paraíba do Sul foi não só a vazão de águas de uma represa na Ilha dos Pombos, em Carmo, na região serrana do Estado do Rio, na tarde desta segunda, mas também as chuvas na zona da Mata Mineira que alteraram o nível de afluentes do Muriaé, como o Rio Pomba e o Rio Carangola.



Questionado sobre a retirada das famílias da Ilha do Cunha 10 dias depois de voltarem pra casa, o comandante adjunto da Defesa Civil de Campos informou que vários fatores influenciaram para que estas famílias voltassem pra casa. 

“Os moradores da Ilha do Cunha voltaram pra casa no dia 20 de janeiro, e agora estão tendo que sair novamente, e infelizmente até que eles saiam em definitivo deste local, vai ser assim. A Prefeitura até tem casas para receber todos os moradores, mas são vários fatores que influenciam nesta questão”, concluiu.



   Informações obtidas pelo Urural.com.br


            _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _  _ __ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ 




Três empresas de ônibus ainda não quitaram seus débitos com empregados

Os funcionários das 14 empresas que fazem o transporte de passageiros em Campos se reúnem nesta terça-feira (31/01) para definir a possibilidade de nova paralisação no primeiro dia de fevereiro. O presidente do sindicato dos Trabalhadores do Transporte Rodoviário, Roberto Virgílio informou nesta segunda-feira (30/01) que três empresas ainda estão com débitos abertos com os funcionários, o que pode desencadear outra paralisação.


De acordo com Roberto Virgílio, uma empresa não pagou os salários de dezembro, e outras duas ainda estão com pendências no pagamento de encargos sociais. “O que nossa categoria reivindica é a falta dos pagamentos de salários e também os pagamentos dos encargos sociais, os tributos que não estão sendo pagos. Das empresas de Campos, três tem débitos nos encargos sociais, e uma delas ainda está sem pagar os salários de dezembro. Nós esperamos que tudo seja resolvido até esta terça-feira (31/01)”, disse.

A assembléia será nesta terça-feira (31/01) às 19h, na sede do Sindicato da categoria em Campos.

"Não acredito que os funcionários das emrpesas que estão com o pagamento regularizado possam fazer paralisação por apoio aqueles que não receberam, mas eles é que vão decidir. A minha idéia é para que isso não aconteça e acho que vão pensar assim também até porque seria uma injustiça com as empresas que pagaram", declarou Roberto Virgílio confirmando que as três empresas que ainda tem pendências, atuam na na área central.

Na última terça-feira, dia 23 de janeiro, a cidade amanheceu sem o transporte coletivo com a paralisação feita por cerca de 2500 funcionários de 14 empresas que atuam na cidade, e depois da intervenção do Poder Público, em reunião realizada na sede da Prefeitura, com os empresários, houve um acordo e prazo de uma semana para que houvesse o pagamento dos direitos dos rodoviários. Ao todo foram quase 9 mil usuários prejudicados, mas que voltaram a normalidade no dia seguinte.


SEM ÔNIBUS, CARROS DE PASSEIO ATUAM LIVREMENTE



   Informações obtidas pelo Urural.com.br


             _ _ _ _ _ _ _  _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _



Motociclista morre em acidente na rodovia RJ-216 Campos/Farol


Um acidente na madrugada deste domingo (29/01), envolvendo uma moto e um carro, deixou mais uma vítima, por volta das 1h50, na localidade de Ponto de Coqueiros, no km 23 da rodovia RJ-216, Campos/Farol.

De acordo com informações da Polícia Militar (PM), o motorista da moto Yamaha XT-600 de cor branca, placa GTU-6246/Campos-RJ, Osmar de Souza Júnior, de 29 anos, que seguia para Farol de São Thomé, invadiu a pista na contramão e em seguida foi atingido pelo carro, um Santana de cor azul, placa LAS-8737/São Gonçalo-RJ, dirigido por Marcelo Pinto da Silva, de 40 anos.

O corpo de Osmar foi encaminhado para o Instituto Médico Legal (IML) e o caso foi registrado na 134ª Delegacia de Campos (Centro), na manhã deste domingo (29/01).

Informações obtidas pelo Urural.com.br
    _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ 



Jovem fica ferido em acidente com moto na BR-101 em Campos

Um jovem ficou ferido depois de se envolver em um acidente entre uma moto e um carro na tarde deste sábado (28/01), no quilômetro 58 da BR-101 em Guarus, Campos. A batida aconteceu no acostamento, mas como a vítima caiu na rodovia, o trânsito precisou ser interrompido em uma das faixas para o atendimento à vítima.

De acordo com a Polícia Militar, a o motorista do carro modelo Corça, cor cinza e placa LCJ-6878, teria parado no acostamento para fazer uma conversão, trocar de pista, quando o motociclista que também seguia em uma Biz, de cor vermelha e placa LPE-6496, também no acostamento, e não conseguiu parar, batendo na traseira do carro.

O motociclista foi levado para o Hospital Ferreira Machado com escoriações na perna e na cabeça. Nenhum dos dois envolvidos teve o nome divulgado.



  Informações obtidas pelo Urural.com.br
     _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _  _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ 




Estágio: A porta de entrada para o mercado de trabalho

Que o estágio é uma fase importante na vida de um estudante todo mundo sabe, mas para conseguir uma vaga em uma empresa não é fácil. O candidato deve demonstrar interesse, ser proativo e um bom aluno.

O jornalista Ruan Sousa é exemplo de estagiário que se destacou, foi contratado e atualmente ocupa um cargo importante na empresa onde trabalha. Em três anos o rapaz começou como estagiário, passou a produtor e agora é coordenador.

“Foi uma boa oportunidade que eu tive quando estava terminando a faculdade, aprendi muito no tempo de estágio”, disse.

O jornalista acha importante que os estudantes passem por essa fase de aprendizagem.

“É uma oportunidade única que o universitário tem para apreender na área em que ele escolheu, na profissão que ele quis”, ressalta.

Para o gerente de jornalismo Vicente Vetromille o estágio é importante para que a empresa possa avaliar o futuro candidato a uma vaga de emprego.

“O estágio é o conhecimento do prático, daquilo que o aluno aprendeu na faculdade. Muitas vezes o curso não oferece ao alunos a realidade de uma redação. É através do estágio que descobrimos um bom profissional. Aqui na empresa temos vários casos de estagiários que foram contratados”, informou.

Vetromille ressalta ainda que o interesse de um estagiário conta muito dentro de uma empresa.

“É fundamental que ele seja proativo, sugerir, fazer além daquilo que é pedido. No caso do estágio em jornalismo o estudante deve ficar antenado, estar informado de tudo o que acontece dentro da redação e dos assuntos de repercussão”, finaliza.

OPORTUNIDADES 
Muitas oportunidades chegam aos estudantes através de indicações de professores, mas em algumas cidades existe um sistema especializado nisso, o Centro de Integração Empresa-Escola (Ciee). Em Campos são oferecidas vagas para os estudantes de vários cursos como administração, ciências contábeis, farmácia, arquitetura, técnico em edificações, entre outros, e também para alunos do ensino médio.

O foco deste centro de integração são ações desenvolvidas em conjunto com instituições de ensino e empresariais, privadas e públicas, visando o desenvolvimento dos jovens.

Segundo Joice Lessa, consultora do Ciee, podem se inscrever estudantes de com mais de 16 anos e que estejam matriculados e freqüentando o ensino médio regular ou profissionalizante ou o ensino superior.

“O interessado deve entrar no site www.ciee.org.br e fazer a inscrição. Quem não possui acesso a internet é só comparecer a uma unidade do CIEE e fazer o cadastro em uma ficha. A procura é grande e constante, sempre recebemos estudantes para realização do cadastro e encaminhamento para oportunidades em aberto”, informou.

Informações obtidas pelo Urural.com.br

   _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _



Projeto de incentivo à avicultura com unidade piloto em Campos


A unidade piloto do Programa de Desenvolvimento da Avicultura, desenvolvido pela Secretaria de Agricultura e Pesca de Campos, está com 500 pintos em crescimento. A unidade funciona em área contígua da Escola Técnica Agrícola Antônio Sarlo e integra o Programa Campos Produz, que desenvolve várias ações em parceria com entidades de pesquisa e de fomento no âmbito estadual e federal, voltadas para incrementar a produção de alimentos com qualidade no município, incluindo a cultura de grãos, a avicultura e piscicultura.

Para colocar o programa em prática, também estão em andamento as ações da Secretaria de Agricultura e Pesca em parcerias firmadas com o Sindicato dos Ceramistas e pequenas metalúrgicas da Baixada Campista para a montagem de pequenos galpões para instalação de micro granjas para a introdução da avicultura nas propriedades rurais de 20 pequenos produtores, que estarão integrados ao programa Campos Produz + Frango, nesta fase inicial.

O secretário Eduardo Crespo informou que os pequenos galpões vão ter em média 140m² e serão construídos com alvenaria e superestrutura e cobertura metálica. 
No campo técnico, o projeto terá a participação da Uenf (Universidade Estadual do Norte Fluminense); IFF (Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Fluminense), Fiperj (Fundação Instituto de Pesca do Estado do Rio de Janeiro), e Coagro (Cooperativa Agroindustrial do Estado do Rio de Janeiro), que com apoio científico da universidade desenvolveu uma tecnologia que produz bagaço da cana em pó, que é praticamente isento de sacarose e serve de alimento para as aves, já que não desenvolve bactérias que provocam doenças nos frangos. 

Já no campo da construção civil, a parceria se estende com o Sindicato dos Ceramistas, que fornece tijolos requeimados; e as pequenas empresas que fazem reciclagem de materiais metálicos utilizados nas plataformas da Petrobras.

O secretário explicou ainda que os galpões que vão abrigar as micro granjas obedecem critérios técnicos direcionados a assegurar a climatização com temperatura ideal para o desenvolvimento das aves. 

"As paredes dos galpões serão de tijolos requeimado e terão altura adequada para ajudar no controle da ventilação, radiação, temperatura e umidade do ambiente onde os pintos serão criados, de forma a estarem prontos para o abate entre 42 e 45 dias", detalhou Eduardo Crespo.

Informações obtidas pelo Urural.com.br

   _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _  _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _



Guarda Municipal morre em acidente na noite de quinta, em Campos

Um acidente nesta quinta-feira (26/01), por volta das 21h30, na Avenida Alberto Lamego, no Parque Califórnia, em Campos, deixou uma vítima.

A moto Honda Titan preta placa LUR-4277, pilotada pelo guarda civil municipal, Carlos Henrique da Cruz Mathias, de 34 anos, que saia do bar “Point 7”, colidiu com um Corolla prata placa OZY-4423/Vila Velha – ES.

De acordo com um amigo do guarda, ele estava no bar desde 18h30 e quando saiu não tinha condições para pilotar a moto.

Segundo a Polícia Militar (PM), quando Carlos saiu do bar e atravessou a Avenida, foi surpreendido pelo Corolla.

Informações obtidas pelo Urural.com.br
 _______________________________________________________________________________